Noiva envenenada no dia do casamento vai receber indenização de R$ 100 mil


Uma noiva ganhou na Justiça uma indenização de R$ 100 mil de uma ex-funcionária de bufê de festas que tentou matá-la envenenada no dia do casamento, em Contagem, Minas Gerais. O caso foi em 2009, mas a decisão foi anunciada nesta terça-feira (28) pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG). Segundo a Justiça, a mulher tentou matar a noiva porque não tinha condições de fazer a festa. Em novembro de 2008, a noiva, que não teve nome divulgado, contratou uma empresa para decorar seu casamento, cuidar da comida e bebida. A acusada a abordou e ofereceu o mesmo serviço que a empresa fazia, com preços mais baixos. Ela pediu que a noiva pagasse diretamente para ela, sem conhecimento dos outros funcionários, porque se tratava de um “desconto sigiloso”. Em 10 de janeiro do dia seguinte, a noiva recebeu da funcionária uma garrafa de bebida isotônica. Depois de beber, sentiu enjoo, tontura e quase desmaiou. A polícia descobriu depois que na bebida estava dissolvido um veneno para matar ratos. Quando percebeu que a noiva não ia desistir da festa, a mulher telefonou para o noivo dizendo que comida e bebida tinham sido roubados. Ela pediu mais R$ 600 de complemento. Mas no salão de festas, os noivos acabaram encontrando falta de comida, bebida e nada de decoração. Eles deram queixa do caso na delegacia. No caso criminal, a acusada foi condenada por tentativa de homicídio e foi presa. Em ação cível, ela acabou sendo condenada a pagar por R$ 100 mil em danos e morais e R$ 3.142 em danos materiais à noiva.

 (Voz da Bahia)